Joaquim Oliveira

Distribuidora da Skol

DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS EM JACUPIRANGA

Eu tinha 12 anos, quando o meu pai faliu, então fui morar com a minha vó, na cidade vizinha, confesso que foi difícil para mim naquele momento ficar longe da minha família,.

Como a casa da minha vó ficava numa fazenda, numa distância de 3,5 km da cidade, todos os dias pegava carona com o meu tio Nauro para ir ao colégio estudar.

Os meus tios tinham uma distribuidora de bebidas, surgiu então a oportunidade de trabalhar na distribuidora, como separador de garrafas e empilhador de palhetes.

A PRIMEIRA VENDA CRIATIVA.

Após um ano, voltei a morar com os meus pais, o meu pai se empregou na distribuidora de bebidas dos meus tios.

Para ajudar na renda da família, foi então que comecei a fabricar e vender chupchup e coxinha que a minha mãe produzia.

Montei um grupo com amigos e eles vendiam chupchup, ganhavam o dinheiro e iam, ate a venda da esquina comprar paçoca e gibi.

Observando a movimentação e como eles gastavam o dinheiro, comprei gibis e paçocas por um bom preço e comecei a vender para os amigos a quem pagava, gerando então um capital de giro.

Vendedor de Chup Chup

PRIMEIRA CANTINA ESCOLAR.

Os sorvetes chup-chup e as coxinhas, eram um sucesso de vendas.

Começaram a ficar muito conhecidos, graças a qualidade de nossos produtos e principalmente pelo atendimento de excelência prestados aos nossos clientes.

A notícia se espalhando por toda a cidade, quando chegou aos ouvidos da diretora do colégio.

Não demorou e veio o convite para abrirmos uma cantina dentro do colégio, devido ao sucesso em seguida abrimos mais uma filial em outro colégio na mesma cidade.

CEFET — PR

Lembro-me que na época, a televisão não pegava direito no interior, então eu vivia ajustando a antena e procurando sinais, na TV — UHF, criei uma habilidade para encontrar o sinal de transmissão.

Tanto que as pessoas me procuravam na cidade para resolver os problemas com os sinais de TV, acabei me tornando uma referência.

Pegando a onda dos jovens da minha época, aos 17 anos me mudei para a cidade de Curitiba, e fui estudar no Cefet-pr., para fazer o curso de eletrotécnica.

Uma experiência totalmente diferente, da que eu já tinha vivido antes.

CLIMATIZAÇÃO E DISTRIBUIDORA DE BANANAS

Diante desta situação o meu pai olhando para o cenário, dificuldade de me manter nos estudos, vendo que ainda tinha mais três filhos para encaminhar nos estudos.

Mudou-se para Curitiba com a família toda, e com o meu tio, montaram uma Climatização de bananas, em um barracão alugado.

Lembro-me que de dia era a distribuidora, e a noite virava a casa, usando as caixas como pés de base e com tapume de uma obra que ficava em frente ao barracão fazíamos as camas.

Pela manhã era só desmanchar, e iniciava mais uma rotina, os meus irmãos iam para o colégio estudar, eu ajudava o meu pai nas vendas e a noite ia para o Cefet.

Ainda tem mais, aguardem...

YouTube
LinkedIn
Share
Instagram
Me chama